A conversão de São Paulo

A conversão de São Paulo
A conversão de São Paulo

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Os escrúpulos de Maigret – Georges Simenon

Editora: L&PM
ISBN: 978-85-254-1877-7
Tradução: Paulo Neves
Opinião: ***
Páginas: 192

     “Mesmo assim a perda da saúde por conta do envelhecimento o atormentava, ou, mais exatamente, o deixava melancólico.
     Primeiro ele, no ano anterior, com repouso completo de três semanas. Sua mulher, agora. Isto significava que eles muito suavemente haviam atingido a idade dos pequenos aborrecimentos, dos pequenos reparos necessários, um pouco como os automóveis que, depois de certo tempo, precisam dar uma passada quase todas as semanas na oficina.
     Só que, para os automóveis, compram-se peças de reposição. Pode-se até mesmo instalar um novo motor.”


     “O conhecimento é o bem mais precioso do homem.”


     “Há dias assim, em que se faz tudo errado com a melhor boa vontade do mundo.”


     “Os psicopatas se encerram num mundo próprio, num mundo de sonho que tem mais importância para eles do que a realidade.”


     “As mulheres têm antenas.”


     “Há uma maneira de fazer as perguntas que torna difícil responder a elas.”

Nenhum comentário: