A conversão de São Paulo

A conversão de São Paulo
A conversão de São Paulo

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Querido John – Nicholas Sparks

Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-85-63219-02-2
Páginas: 288
Opinião: ***
     “Ela me disse certa vez que a chave para a felicidade é ter sonhos realizáveis.”


      “Quando (um soldado) recebe uma ordem, não pode dizer não. Não é nenhum exagero dizer que vidas estão em jogo. Uma decisão errada e seu amigo pode morrer. Este fato determina o trabalho no exército. Esse é o grande erro de muitas pessoas que questionam como os soldados conseguem pôr a própria vida em risco, dia após dia, ou lutar por algo no qual não acreditam. Nem todo mundo consegue. Já trabalhei com soldados de todas as vertentes políticas, conheci alguns que odiavam o exército e outros que queriam fazer carreira. Encontrei gênios e idiotas, mas quando tudo foi dito e feito, fazíamos o que fazíamos um pelo outro. Por amizade. Não pelo país, por patriotismo ou porque somos máquinas programadas para matar, mas por causa do cara ao seu lado. Você luta pelo seu amigo, para mantê-lo vivo, ele luta por você, e tudo no exército gira em torno dessa simples premissa.”


      “Quando você esta em dificuldades, olhe as pessoas ao redor e verá que todas estão sofrendo por algo, e para cada uma delas, a situação parece tão difícil como o que você esta passando.”


      “Quando estamos juntos, tudo é possível.”

Nenhum comentário: