A conversão de São Paulo

A conversão de São Paulo
A conversão de São Paulo

sábado, 26 de novembro de 2011

Revolução* – Milo Manara

Editora: Conrad
ISBN: 85-7616-206-7
Opinião: ***
Páginas: 48

     “Reflitam um pouco e encarem as coisas de frente! Nossa sociedade esta criando uma situação igual à da França às vésperas da revolução. Hoje, como antigamente, existe uma casta de privilegiados para quem a vida é bem diferente do que é para as pessoas comuns. Naquela época eram os nobres, hoje são os ricos e famosos – os Vips, se assim preferirem. Uma casta de semideuses, distante da massa obtusa e ignorante.
     Seus ganhos não são o dobro ou o triplo da média! Não! Nem mesmo dez ou cem vezes maiores que os das pessoas normais! Não! São mil vezes! Cem mil vezes! Um milhão de vezes superiores aos nossos! É absolutamente indigno! Se consideram tão superiores, e muitos não valem nada! Nessa nova nobreza, encontramos personalidades da tevê, esportistas célebres, alguns políticos, alguns industriais, atores de cinema... e, de uma maneira geral, todos os que estão sempre na televisão!
     Sim, porque a causa de tudo isso é a televisão! Foi ela que criou esse novo olimpo! É ela que, dominada por esses novos heróis da imbecilidade, espalha a ignorância e a miséria! É ela que, com programas cada vez mais idiotas e toneladas de publicidade, nos torna mais cretinos e primitivos a cada dia que passa! Mas, se nossos ancestrais conseguiram destruir a nobreza parasita, nós, com os mesmos meios, vamos conseguir fazer o mesmo!
     Liberdade, igualdade, fraternidade!”


      “Vocês só pensam em transformar informação em espetáculo, por isso escolhem o que transmitir e o que esconder, de acordo com a vontade dos patrões! 100% intoxicação, zero de informação! Vocês querem enganar, e não informar!”


*: Romance gráfico.

Nenhum comentário: